Arquivo do mês: agosto 2007

TIO FILHA DA PUTA

Tio José chegava em casa cheio de cana e vinha para a varanda, onde passava a maior parte do dia. Era garoto, não tinha muita malícia e acabava entrando nas brincadeiras dele. Hoje ele mora muito longe daqui, teve duas filhas que dizem ser minhas primas e uma família que com sorte conheci um pouco. Minha “tia” não é muito de falar, quando aparece entrava muda e saía calada. As “primas” nem devem mais me conhecer hoje. E pensar que quando eu era moleque achava aquele jeito carrancudo a maior alegria das reuniões de família nos raros domingos que tínhamos juntos.

Quer saber, tio José é o maior filha da puta que eu conheço.


%d blogueiros gostam disto: